Assine nossa newsletter

Serra Catarinense: conheça as atrações naturais, históricas e gastronômicas


Serra Catarinense: conheça as atrações naturais, históricas e gastronômicas

Sabe aquele lugar com paisagens de tirar o fôlego, altitudes superiores a mil metros, fazendas centenárias, araucárias, butiás e campos sem fim, onde cada curva da estrada revela um novo cenário e o frio convida a provar uma sapecada de pinhão com um premiado vinho de altitude junto aos amigos e a família? Seja bem-vindo à Serra Catarinense!

O terroir de altitude imprime qualidade e singularidade aos ingredientes da cozinha serrana, os quais são os grandes astros de festivais gastronômicos como o Festival da Truta e o Sabores de Lages. A Festa do Pinhão e o Festival de Inverno Serra Catarina são outras boas opções para mergulhar na cultura local.

Falando em terroir, a região desponta na rota do enoturismo brasileiro com vinhos de altitude reconhecidos nacional e internacionalmente. As vinícolas fornecem diversas atrações que vão desde refeições harmonizadas, passeios e colheita da uva, visitas aos vinhedos e piqueniques harmonizados as belíssimas paisagens e a um pôr do sol inesquecível. A Vindima de Altitude, no primeiro trimestre do ano, traz uma oportunidade a mais para viver o enoturismo catarinense.

A Serra Catarinense é também conhecida pelos seus campos e coxilhas emoldurados por araucárias e corredores de taipas de pedras, que no passado serviam para conduzir o gado, e hoje são utilizadas para as cavalgadas com turistas nacionais e internacionais, além de diversos sítios arqueológicos. 

 

TURISMO RURAL E OBSERVAÇÃO DE AVES

Nesse belíssimo cenário, repleto de contos e histórias, se destaca a região da Coxilha Rica, em Lages, que integra o Caminho das Tropas, considerado a primeira ligação entre as regiões Sul e Sudeste do país. Para quem quer recarregar suas energias, vivenciar do cotidiano da vida rural e ter uma recepção calorosa do povo serrano, a região é berço do turismo rural no país e possui diversas opções de hospedagens rurais.  

A Serra oferece várias alternativas para a prática do turismo de aventura, além de trilhas e cascatas, como as famosas Cascata do Avencal, em Urubici, e a Cascata que Congela, em Urupema, onde na divisa com o município de Rio Rufino o Morro das Antenas propicia uma imagem de 360º do local.  Aos apaixonados por pássaros, no outono o espetáculo fica por conta das revoadas dos papagaios-charão e papagaios-do-peito-roxo, espécies ameaçadas de extinção que atraem visitantes num festival de observação em Urupema.

 

CONHEÇA OS ACESSOS:

Por via terrestre, há duas opções para quem sai de Florianópolis: pela BR-101 atravessando a Serra do Rio do Rastro (217 Km); ou pelo município de Bom Retiro que fica às margens da BR-282 (136 km). Quem vem de Porto Alegre pela BR-101, a distância é de 430Km. Por via aérea pelo Aeroporto de Lages, por Florianópolis (178 km) ou por Jaguaruna (105 km).

 

DELÍCIAS QUE VOCÊ NÃO PODE DEIXAR DE PROVAR

O típico queijo serrano, a melhor maçã do Brasil, trutas, frescal e carne a base de pasto, mel de melado de bracatinga, rosca de coalhada, goiaba-serrana, doce de gila, cogumelo Porcini, entrevero e paçoca de pinhão, e é claro, os vinhos de altitude e as cervejas artesanais.

“Qualificar os pequenos negócios e integrar os destinos de Santa Catarina fazem parte dos objetivos do Programa Estadual de Turismo do Sebrae/SC. Na Serra, atuamos em parceria com Prefeituras, entidades empresariais, Associação dos Municípios da Região Serrana – AMURES, Consórcio Intermunicipal Serra Catarinense – CISAMA e o CONSERRA. Estamos também iniciando projetos nas demais regiões do estado seguindo a mesma estratégia. Em parceria com o MTur, a EMBRATUR e o Governo do Estado - por meio da SANTUR, executamos o projeto Investe Turismo, com foco em inovação e diversificação de nossa oferta turística", destaca o diretor superintendente do SEBRAE/SC, Carlos Henrique Ramos Fonseca.

CLICKS PARA COMPARTILHAR

O Parque Nacional de São Joaquim permite contemplar cartões-postais como a Pedra Furada no Morro da Igreja, além de outras paisagens magníficas. As visitas ao local são controladas e é necessário pegar uma autorização prévia junto ao ICMBio via site icmbio.gov.br/parnasaojoaquim. Da Catedral de Lages, do Cânion das Laranjeiras (que é um dos diversos cânions da região) e do Mirante da Serra do Rio do Rastro, é tamanha a beleza que as fotos não precisam de filtros para serem compartilhadas nas redes sociais. 

Saiba mais sobre a Serra Catarinense acessando o site: www.serracatarinense.tur.br.

 

Texto: Alan David Claumann e Juliana Mello Ferreira.

Foto: Anders Duarte.




Por
29/08/2019


Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!