Assine nossa newsletter

Turismo

Com essa certificação, os gestores locais poderão solicitar recursos, junto aos bancos de desenvolvimento, na ordem de R$ 10 milhões para o financiamento de obras de infraestrutura turística. De acordo com a prefeitura local, o montante irá fortalecer a economia, além de desenvolver as políticas públicas relacionadas ao setor na região.

Continuar lendo

No último dia da missão internacional em Paris, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, esteve na sede da Unesco para defender a candidatura dos Cânions do Sul, na divisa do Rio Grande do Sul com Santa Catarina, como geoparque da humanidade. Apesar de ser considerado o primeiro do mundo em atrativos naturais pelo Fórum Econômico Mundial, o Brasil atualmente só tem a Serra do Araripe, no Ceará, na Rede Global de Geoparques da Unesco.

Continuar lendo

Os projetos envolvidos incluem ações como a construção de centros de convenções, pavimentação asfáltica, drenagem e a reforma de mercados públicos, entre outros. Os estados que concentram o maior volume de obras contempladas são, na ordem: Rio Grande do Sul, São Paulo, Bahia, Paraná, Ceará, Maranhão, Goiás, Minas Gerais, Rio Grande do Norte, Pernambuco e Alagoas.

Continuar lendo

A isenção se aplica a turistas que visitem o Brasil por até 90 dias e pode ser prorrogada por outros 90, desde que a estadia não ultrapasse 180 dias por ano a partir da primeira entrada no país. Eles precisarão apresentar à imigração brasileira, após o desembarque, um passaporte válido para turismo de lazer e negócios, atividades artísticas ou desportivas ou em situações excepcionais de interesse nacional.

Continuar lendo

Diretor executivo da Associação Latino Americana de Gestores de Eventos e Viagens Corporativas (Alagev), Eduardo Murad (foto) destaca que o sucesso das viagens corporativas dependem do panorama político-econômico. Para ele, desde as eleições, a indefinição do cenário traz instabilidade e insegurança ao setor, devido às incertezas sobre a aprovação das reformas propostas, em especial a da Previdência.

Continuar lendo

Números divulgados pela Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp) mostram que as vendas de viagens corporativas aumentaram 11,1% no primeiro trimestre, em comparação com o mesmo período do ano passado. O volume corresponde a uma oscilação de R$ 2,29 bilhões para R$ 2,54 bilhões - aumento de R$ 255 milhões no faturamento. Os resultados positivos foram puxados pelo desempenho do aéreo e da hotelaria nacionais, que continuam sendo os dois principais insumos quando se fala em viagem. Juntos os dois segmentos correspondem a 60% do valor monetário faturado, com R$ 1,45 bilhões. No primeiro trimestre, o aéreo nacional cresceu 11,3% e a hotelaria nacional 35,7%.

Continuar lendo

Assine nosso blog

Não perca nenhuma novidade!